Análise Pestel: veja como funciona essa ferramenta estratégica!

Por | Administrativo, Geral, Gestão, Secretariado

Mudanças em seu ambiente de negócios podem criar grandes oportunidades para a sua organização. Além disso, podem causar ameaças significativas. É por isso que é sempre recomendado utilizar ferramentas, como a Análise Pestel.

Veja também o que é planejamento estratégico!

Por exemplo, as oportunidades podem surgir de novas tecnologias que ajudam você a alcançar novos clientes, de novos fluxos de financiamento que permitem investir em equipamentos melhores e de políticas governamentais alteradas que abrem novos mercados.

As ameaças podem incluir a desregulamentação que o expõe a uma competição intensificada; um mercado encolhendo; ou aumentos nas taxas de juros, que podem causar problemas se a sua empresa estiver sobrecarregada de dívidas.

Dessa forma, a Análise Pestel é uma ferramenta bem simples e amplamente utilizada que o ajuda a analisar as mudanças políticas, econômicas, socioculturais e tecnológicas em seu ambiente de negócios. Isso o ajuda a entender as forças de mudança do “quadro geral” às quais você está exposto e, a partir disso, aproveitar as oportunidades que elas apresentam.

O que é uma análise Pestel?

Análise Pestel: veja como funciona essa ferramenta estratégica! - Foto: IBC MAS
Análise Pestel: veja como funciona essa ferramenta estratégica! – Foto: IBC MAS

Análise Pestel é um quadro estratégico usado para avaliar o ambiente externo de um negócio por quebrar as oportunidades e riscos em “Political”, “Economic”, “Social”, “Technological”, “Environmental”, e “Legal”. Assim, a Análise Pestel pode ser uma estrutura eficaz para usar no planejamento de estratégia corporativa e para identificar os prós e contras de uma estratégia de negócios. Por fim, a estrutura Pestel é uma extensão da estrutura estratégica do  PEST, que inclui uma avaliação adicional dos fatores ambientais e legais que podem impactar um negócio.

Acredita-se que o professor de Harvard, Francis Aguilar, seja o criador da Análise Pest. Assim, ele incluiu uma ferramenta de digitalização chamada ETPS em seu livro de 1967, “Scanning the Business Environment“. Dessa forma, o nome foi posteriormente ajustado para criar a sigla atual.

A Análise Pest é útil por quatro razões principais:

  1. Ela ajuda você a identificar oportunidades de negócios ou pessoais e dá a você um aviso prévio de ameaças significativas;
  2. Ela revela a direção da mudança em seu ambiente de negócios. Isso o ajuda a moldar o que está fazendo, de modo que você trabalhe com a mudança, em vez de contra ela;
  3. Ajuda a evitar o início de projetos que provavelmente fracassarão, por motivos fora do seu controle;
  4. Pode ajudá-lo a se livrar de suposições inconscientes ao entrar em um novo país, região ou mercado; pois ajuda a desenvolver uma visão objetiva desse novo ambiente.

Observação

A análise Pest é frequentemente associada à análise SWOT, no entanto, as duas ferramentas têm diferentes áreas de foco. Dessa forma, a Análise Pest (ou Análise Pestel) analisa os fatores do “quadro geral” que podem influenciar uma decisão, um mercado ou um novo negócio em potencial. Por outro lado, a Análise SWOT explora esses fatores em um negócio, linha de produto ou nível de produto.

Por fim, vale lembrar que essas ferramentas se complementam e costumam ser usadas em conjunto.

Abaixo, detalhamos os principais itens de cada um dos 6 Fatores da estrutura Pestel (Político, Econômico, Social, Tecnológico, Ambiental e Legal). Além disso, vale lembrar que os pontos derivados da Análise Pestel podem ser incorporados a outras estruturas estratégicas, como a Análise SWOT e as 5 Forças de Porter, quando relevante.

Os fatores da Análise Pestel

 Análise Pestel: veja como funciona essa ferramenta estratégica! - Foto: VE MAS
Análise Pestel: veja como funciona essa ferramenta estratégica! – Foto: VE MAS

Fatores Políticos

Ao examinar os fatores políticos, você está observando como as políticas e ações governamentais interferem na economia e outros fatores que podem afetar um negócio. Portanto, isso inclui o seguinte:

  • Política Fiscal;
  • Restrições comerciais;
  • Tarifas;
  • Burocracia.

Uma das razões pelas quais as eleições tendem a ser um período de incerteza para um país é que diferentes partidos políticos têm visões e estratégias divergentes nos itens acima.

Exemplo de fator político: uma empresa decide mudar as suas operações para um estado diferente depois que um novo governo é eleito em uma campanha para implementar políticas que afetariam de forma negativa as operações principais da empresa.

Fatores Econômicos

Os Fatores Econômicos levam em consideração os vários aspectos da economia e como as perspectivas de cada área podem impactar seus negócios. Dessa forma, esses indicadores econômicos são medidos e relatados por bancos centrais e outras agências governamentais. Assim, eles incluem o seguinte:

  • Taxas de crescimento econômico;
  • Taxa de juros;
  • Taxas de câmbio;
  • Inflação;
  • Taxas de desemprego.

De forma bem frequente, esses são o foco da análise do ambiente externo. Dessa forma, a perspectiva econômica é de extrema importância para um negócio, mas a importância dos outros fatores Pestel não deve ser negligenciada.

Exemplo de fator econômico: uma empresa decide refinanciar a sua dívida após o anúncio de uma redução na taxa de juros.

Fatores sociais

A Análise Pestel também leva em consideração fatores sociais, que estão relacionados às tendências culturais e demográficas da sociedade. Assim, normas e pressões sociais são fundamentais para determinar o comportamento do consumidor. Além disso, os fatores a serem considerados são os seguintes:

  • Aspectos culturais e percepções;
  • Consciência de Saúde;
  • Taxas de crescimento populacional;
  • Distribuição de idade;
  • Atitudes de Carreira.

Exemplo de fatores sociais: a porcentagem da população que fuma diminuiu desde a década de 1970, devido a mudanças na percepção da sociedade sobre saúde e bem-estar.

Fatores Tecnológicos

Os fatores tecnológicos estão ligados à inovação na indústria, bem como à inovação na economia em geral. Não estar atualizado com as últimas tendências de um determinado setor pode ser bem prejudicial às operações. Dessa forma, os fatores tecnológicos incluem o seguinte:

  • Atividade de P&D;
  • Automação;
  • Incentivos Tecnológicos;
  • A taxa de mudança na tecnologia.

Exemplo de fatores tecnológicos: uma empresa decide digitalizar os seus arquivos de dados físicos para permitir um acesso mais rápido às informações da empresa.

Fatores Ambientais

Os fatores ambientais dizem respeito aos impactos ecológicos nos negócios. Assim, à medida que os extremos climáticos se tornam mais comuns, as empresas precisam planejar como se adaptar a essas mudanças. Dessa forma, os principais fatores ambientais incluem o seguinte:

  • Condições do tempo;
  • Temperatura;
  • Alterações Climáticas;
  • Poluição;
  • Desastres naturais (tsunami, tornados e etc.).

Além disso, é cada vez mais importante que as empresas sejam ambientalmente corretas em suas operações, conforme evidenciado pelo surgimento de iniciativas de Responsabilidade Corporativa pela Sustentabilidade (RSC). Assim, exemplos de iniciativas de RSC incluem esforços de redução da pegada de carbono e transições para materiais renováveis ​​e fontes de energia.

Exemplo de fatores ambientais: uma empresa agrícola precisa ajustar suas previsões de colheita devido a condições sazonais de seca inesperada que impedirão o crescimento da safra.

Fatores Legais

De forma bem frequente, há incerteza quanto à diferença entre os fatores políticos e legais no contexto de uma análise Pestel. Assim, os fatores legais pertencem a quaisquer forças legais que definem o que uma empresa pode ou não fazer. Fatores políticos envolvem o relacionamento entre empresas e o governo. Assim, fatores políticos e legais podem se cruzar quando órgãos governamentais introduzem legislações e políticas que afetam a forma como as empresas operam.

Os fatores legais incluem o seguinte:

  • Regulamento da Indústria;
  • Licenças e autorizações;
  • Leis do Trabalho;
  • Propriedade intelectual;

Exemplo de fatores legais: um restaurante é forçado a fechar depois de não atender aos padrões de segurança alimentar estabelecidos na lei estadual.

Como fazer uma Análise Pestel?

  Análise Pestel: veja como funciona essa ferramenta estratégica! - Foto: SP MAS
Análise Pestel: veja como funciona essa ferramenta estratégica! – Foto: SP MAS

No momento de montar a Análise Pestel para a sua empresa você precisa seguir os 3 passos a seguir:  

1. Brainstorming de cada um dos fatores 

O 1º passo para obter sucesso na Análise Pestel é marcar uma reunião de “brainstorming” para abordar cada um dos fatores. Dessa forma, a cada fator que é considerado na análise existem perguntas que podem ser feitas, para explorar cada ameaça e oportunidades externas.  

Exemplo:  

As questões que serão abordadas para analisar os fatores políticos serão ligadas aos regulamentos do setor. Portanto, podem ser sugestões de perguntas:  

  • Atualmente, qual é a situação política do país e qual o impacto que ela pode trazer? 
  • Quando será a próxima eleição e como ela pode afetar o setor? 
  • Quais são as restrições impostas pelo governo? 
  • Quais são os outros fatores políticos que podem mudar? Como isso afetará a empresa? 

Após passar por todos os fatores que a ferramenta analisa e levantar todas as oportunidades e ameaças externas, seguimos para os dois passos seguintes.  

2. Brainstorming das oportunidades 

Um dos objetivos dessa análise é identificar as oportunidades a partir da avaliação do ambiente externo. Assim, no passo anterior, entendemos quais são essas possibilidades de crescimento da organização.  
 
Exemplo: 

Quando a maior parte da população começa a consumir marcas mais sustentáveis e sua empresa tem a possibilidade de se adaptar a essa realidade e vender mais. Ou uma nova tecnologia que surgiu no mercado e pode auxiliar no processo de entregas dentro da organização.  

Portanto, nessa etapa é listada essas oportunidades e incluídas na Matriz Pestel. Dessa forma, os fatores que não oferecerem nenhuma oportunidade, devem ficar de fora da matriz.  

3. Brainstorming das ameaças  

Assim como nos passos anteriores, neste é realizado uma reunião de “brainstorming”, mas agora o objetivo é listar todas as ameaças que os fatores externos apresentam para o seu negócio. Esse passo é bem importante para que a empresa consiga planejar ações para evitar ou minimizar os impactos dos problemas que podem surgir. 

Dessa forma, os fatores que não oferecem ameaças ficam de fora da matriz. Assim, no final da sua Matriz Pestel terá apenas os itens que representam as oportunidades e ameaças.  

Por fim, como a Análise Pestel apresenta somente as ameaças e oportunidades externas, recomendamos de utilizar juntamente a ela a Análise SWOT, uma outra ferramenta que trabalha os fatores internos da empresa. Desse modo, é possível ter uma visão ampla da sua organização e entender todos os fatores internos e externos que podem ajudar ou prejudicar o seu negócio.  

FAQ

O que é uma Análise Pestel?

Análise Pestel é um quadro estratégico usado para avaliar o ambiente externo de um negócio por quebrar as oportunidades e riscos em “Political”, “Economic”, “Social”, “Technological”, “Environmental”, e “Legal”. Assim, a Análise Pestel pode ser uma estrutura eficaz para usar no planejamento de estratégia corporativa e para identificar os prós e contras de uma estratégia de negócios. Por fim, a estrutura Pestel é uma extensão da estrutura estratégica do  PEST, que inclui uma avaliação adicional dos fatores ambientais e legais que podem impactar um negócio.

Quais os elementos da Análise Pestel?

São 6 elementos:

  • Política;
  • Economia;
  • Social;
  • Tecnologia;
  • Ambiente;
  • Legal.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *