Artigo Científico estrutura: veja tudo sobre!

Por | How to, Secretariado

Estruturar um artigo científico é um dos obstáculos mais comuns para quem está iniciando a sua carreira científica. Além disso, até os pesquisadores experientes podem encontrar dificuldade para fazer um bom artigo. Portanto, abaixo você verá um guia bem prático sobre a estrutura de um artigo científico. Mas antes, vamos introduzir e entender a sua importância. Confira:

Veja também o que é a gestão da cadeia de suprimentos!

O que é um artigo científico?

Artigo Científico estrutura: veja tudo sobre! - Foto: BP MAS
A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: BP MAS

Uma coisa é bem óbvia: nem todos os textos podem ser considerados artigos científicos. Portanto, para não termos dúvidas, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) possui uma definição do que é esse tipo de texto:

“O artigo científico é uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento”.

Ou seja, o artigo científico é uma publicação que mostra os resultados de uma pesquisa. Assim, para fins acadêmico, ele é considerado uma fonte bem importante que vai contribuir e disseminar a democratização do conhecimento. Em resumo, é esse tipo de artigo que faz com que o trabalho de um pesquisador da área seja reconhecido.

Quais as diferenças entre uma monografia e um artigo científico?

Artigo Científico estrutura: veja tudo sobre! - Foto: BE MAS
A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: BE I MAS

A monografia, geralmente chamada de TCC nas faculdades, é um trabalho escrito sobre os resultados de uma pesquisa com um tema único. Assim, ela segue um formato e uma estrutura lógica, apresentando dados e hipóteses, metodologia desenvolvida e os resultados de uma pesquisa.

Por outro lado, o artigo científico é um trabalho monográfico apresentado de forma bem objetiva e sintética. Além disso, ele pode ser o resultado de uma pesquisa independente ou acadêmica, ou seja, além de obedecer aos critérios da pesquisa para a elaboração e apresentação, é um texto que pode estar incluso no TCC ou até mesmo fora dele.

Mas para que servem os artigos científicos?

A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: PG I MAS

De forma resumida, podemos dizer que o artigo científico é um modelo de trabalho e pesquisa bem importante para o conhecimento, já que ele tem um conjunto de informações e ideias de maneira mais dinâmica e objetiva.

Além disso, vale lembrar que muitas instituições de ensino superior utilizam o artigo científico como uma forma de avaliar o estudante, até mesmo de medir a sua produtividade, principalmente de bolsistas e alunos que recebem algum tipo de benefício da universidade.

Por fim, vale lembrar que a ideia de um artigo científico é compartilhar as informações, dando acesso a pesquisadores, estudantes e os outros profissionais à oportunidade de também se beneficiarem desses dados.

A estruturação de um artigo científico é obrigatória? Ela é sempre a mesma?

Artigo Científico estrutura: veja tudo o que você precisa saber sobre! - Foto: AN PG MAS
A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: AN PG MAS

Essa é uma pergunta que costuma ser feita pelos autores de artigos científicos. Assim, nesse caso, devemos salientar que a resposta é muito relativa.

Isso porque o formato e estrutura de um artigo podem ser alterados, dependendo da revista ou o periódico no qual vamos publicar o nosso estudo.

No entanto, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) apresenta uma estrutura padrão de artigos científicos. Assim, ela é bem utilizada na grande maioria das universidades e centros de pesquisa. Além disso, algumas revistas também buscam considerar essas normas na hora de solicitar um artigo para um determinado autor.

Dessa forma, não se produz um texto corrido, sem antes termos uma mínima preocupação com as partes de um artigo científico, uma vez que o seu formato também é parte constituinte desse tipo de produto e, portanto, não pode ser descartado ou considerado de menor importância em uma pesquisa.

Por fim, é preciso organizar um artigo científico e buscar manter uma estrutura que seja bem consistente, para que a pesquisa cumpra com os objetivos primordiais, que é compartilhar e transmitir da forma correta aos demais autores da comunidade científica, os achados e os resultados da pesquisa.

A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: FE MAS

Além disso, vale lembrar que a ABNT define que o artigo científico desenvolvido de forma completa, deve ter de 15 a 20 páginas, as quais devem ser feitas um somatório, incluindo já os elementos de referências bibliográficas e notas.

Por outro lado, quando assunto é a configuração da página, a mesma deve ser formatada para o tamanho de papel A4, tendo como orientação o formato “retrato”. Além disso, a margem superior e a margem esquerda da página A4 devem possuir 3 cm e a margem inferior e direita 2 cm.

Por fim, no que tange a configuração da fonte, a ABNT permite que os autores escrevam os seus artigos científicos com fonte Times New Roman ou Arial, cujo tamanho da letra deve ser 12, espaçamento entre linhas de 1,5 para todo o texto, exceto nas citações diretas, as quais devem aparecer com o recuo de 4 cm, espaçamento entre linhas simples, texto justificado e com a letra tamanho 10.

Qual a estrutura de um artigo científico?

Artigo Científico estrutura: veja tudo o que você precisa saber sobre! - Foto: VC MAS
A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: VC MAS

Outro fator bem importante acerca desses documentos é a estrutura de elementos adotada. Assim, essa padronização é necessária para facilitar a identificar do modelo textual, criando um diálogo bem esclarecedor entre o autor e o leitor. De modo geral, segundo as normas da ABNT, o artigo científico se forma por elementos:

  • Pré-textuais;
  • Textuais;
  • Pós-textuais.

Elementos Pré-textuais do artigo científico

A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: EM MAS

São os dados que identificam o artigo e o autor ou autores. No caso de ter vários autores é preciso separar os nomes com vírgula. Além de dados em português, também é bem comum a inclusão do resumo e palavras chave em outro idioma, como o inglês. Por fim, veja abaixo quais são os elementos pré-textuais mais comuns de um artigo:

  • Título;
  • Autor (es) e instituição;
  • Resumo e palavras chave em português;
  • Resumo e palavras chave em outro idioma.

Elementos textuais do artigo científico

A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: BL I MAS

Os elementos textuais são separados pela Introdução, Desenvolvimento e Considerações Finais (ou conclusões). Assim, eles formam o conteúdo de seu artigo e devem transmitir as principais ideias discutidas.

  • Introdução: quais são as perguntas respondidas no seu artigo? Qual é a justificativa para a sua investigação? O que se sabia (ou não sabia) sobre o assunto que foi debatido?
  • Desenvolvimento: é a etapa com a maior quantidade de conteúdos. Além disso, vale lembrar que o desenvolvimento é formado por outras seções e subseções. São elas: 
    • Metodologia: como o estudo foi realizado? Qual metodologia guiou os procedimentos, o cenário da pesquisa e a coleta de dados?
    • Resultados: a apresentação dos resultados encontrados durante a investigação. Além disso, caso seja necessário, você pode demonstrar a análise estatística;
    • Discussão: o que os achados significam? Essa é a interpretação dos resultados. 

Por fim, vale lembrar que estas subseções também dependem do tipo de pesquisa que foi realizada. É bem importante conversar com o seu orientador e verificar quais os elementos que podem ser adotados para o seu artigo. 

  • Considerações finais: é a retomada geral do seu trabalho, informando novamente o objetivo e o que foi feito na pesquisa. Por fim, você apresenta as conclusões alcançadas, a sua relação com as hipóteses levantadas, além de informar as possibilidades de continuidade do trabalho.

Elementos Pós-textuais do artigo científico

A estrutura de um Artigo Científico: veja tudo o que você precisa saber sobre! – Foto: ME I MAS

Para ter o reconhecimento enquanto uma pesquisa científica, é necessário que ela esteja embasada em autores e até em trabalhos anteriores. Assim, ao longo do texto, é bem comum que haja referências a essas produções. Por isso, no final do documento você deve citá-las nas “Referências Bibliográficas”, um dos elementos pós-textuais. Além da bibliografia, também faz parte desta etapa:

  • Glossário (é opcional);
  • Apêndice (é opcional);
  • Anexos (é opcional);
  • Agradecimentos (é opcional).

FAQ

O que é um artigo científico?

Uma coisa é mais do que óbvia: nem todos os textos podem ser artigos científicos. Assim, a ABNT possui uma boa definição do que seria um artigo científico:

  • “Ele é uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute as ideias, os métodos, as técnicas, os processos e os resultados nas diversas áreas do conhecimento”.

Por fim, um artigo científico é uma publicação que mostra os resultados de uma pesquisa.

Mas para que servem os artigos científicos?

De forma bem resumida, podemos dizer que eles são um modelo de trabalho e pesquisa bem importante para o conhecimento. Além disso, vale lembrar que muitas faculdades o utilizam como uma forma de avaliar os seus estudantes.

Por fim, vale lembrar que a ideia de um artigo científico é compartilhar as suas informações, dando acesso a pesquisadores, estudantes e até os outros profissionais à oportunidade de também se beneficiarem desses dados.

Qual a estrutura de um artigo científico?

De modo geral, segundo as normas da ABNT, ele se forma por elementos. Assim, os 3 elementos são:

  • Pré-textuais;
  • Textuais;
  • Pós-textuais.

Os pré-textuais são os dados que identificam o artigo e o autor ou autores. Além disso, vale lembrar que eles se dividem em:

  • Título;
  • Autor (es) e instituição;
  • Resumo e palavras chave em português;
  • Resumo e palavras chave em outro idioma.

Por outro lado, os elementos textuais formam o conteúdo de seu artigo e devem transmitir as principais ideias discutidas nele:

  • Introdução;
  • Desenvolvimento;
  • Considerações finais.

Por fim, os elementos pós-textuais são as “referências” as produções que foram úteis na construção do seu artigo. Além disso, vale lembrar que alguns tópicos são opcionais:

  • Referências Bibliográficas (Não é opcional);
  • Glossário (é opcional);
  • Apêndice (é opcional);
  • Anexos (é opcional);
  • Agradecimentos (é opcional).

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *