Dress code: entenda o código de vestimenta!

Por | Geral

Você sabe exatamente o que deve vestir em uma ocasião quando ela pede um “Dress Code” específico? Ou você ficar perdido e se perguntando: o que é um dress code? Felizmente, hoje, vamos falar tudo o que você precisa saber sobre esse termo! Confira:

Veja também quais são as funções do secretariado!

O que é dress code?

Dress code: entenda o código de vestimenta! - Foto: Xerpa
Dress code: entenda o código de vestimenta! – Foto: Xerpa

Você já chegou em uma festa ou reunião e percebeu que estava usando uma roupa diferente de todo mundo? O dress code existe justamente para evitar esse tipo de situação desconfortável.

Dessa forma, o dress code é uma palavra que vem do inglês e tem como tradução “Código de Vestimenta”. Portanto, ele é uma indicação da forma mais apropriada para se vestir em algumas ocasiões, seja em eventos sociais, ambientes corporativos, escola, trabalho ou festas, por exemplo.

O seu principal objetivo é criar uma conformidade de vestimenta entre as pessoas que frequentam esse mesmo ambiente. Além disso, em muitos casos, o objetivo também é criar uma padronização, como ocorre com o uso de uniformes. Mas no geral, o que se pretende mesmo é harmonizar as vestimentas de acordo com a ocasião e com o estilo da empresa. Por outro lado, também podemos dizer que é uma forma de impedir o excesso de informalidade ou uso de peças inadequadas.

Inicialmente, como você verá no tópico abaixo, uma das principais funções do dress code era diferenciar os nobres dos plebeus. Um bom exemplo disso é o uso da cor púrpura que antigamente era restrita aos reis, imperadores e alto clero. Mas hoje ela virou um elemento de moda e qualquer pessoa que deseje, pode vesti-la. Desse mesmo modo, muitos outros códigos e elementos foram sendo ampliados, modernizados e estão se tornando cada vez mais flexíveis.

Além disso, é comum ver a especificação do dress code em convites de grandes eventos, como casamento e formatura, por exemplo. Mas ele também está envolvido em qualquer ocasião, mesmo que de forma mais discreta e menos imperativa, como na roupa que você escolhe para ir ao teatro, a um show ou a um enterro.

Conhecendo um pouco da história do dress code

O Dress Code Real

Dress code: entenda o código de vestimenta! - Foto: MY PS
Dress code: entenda o código de vestimenta! – Foto: MY PS

Como já dito, a princípio, uma das primeiras funções do dress code era a de distinguir os nobres dos plebeus. Dessa forma, um bom exemplo era a utilização da cor púrpura que na antiguidade era exclusiva dos reis, imperadores e alto clero.

Inclusive, séculos depois do início desse “Dress Code”, a coroação da Rainha Elizabeth II da Inglaterra teve o uso dessa cor. A cerimônia ocorreu em 1952 e a rainha vestiu manto e coroa, forrados em veludo púrpuro. Atualmente, o púrpura virou elemento de moda e todos podem usá-lo.

A origem do Dress Code informal
Dress code: entenda o código de vestimenta! - Foto: MY PS
Dress code: entenda o código de vestimenta! – Foto: MY PS

No século 18, os hábitos dos franceses ditavam os costumes da época em muitos países, principalmente os europeus. Dessa forma, sedas, rendas e veludos rebordados eram matérias primas muito úteis. Assim, os nobres e a burguesia se vestiam de uma maneira bem formal, desempenhando verdadeiros rituais diários na hora de se vestir.

Para ter-se uma ideia, os trajes femininos eram divididos por funções. Dessa forma, havia as apresentações matinais na corte (preto e branco) e o momento depois das apresentações (dourado e branco). Além disso, também ocorria mudanças nas recepções, festivais e o teatro que seguiam os caprichos da moda. Já os trajes masculinos podiam ser tão ou mais ornamentados que os trajes femininos.

Mas nessa mesma época, na elite inglesa, aconteceram algumas inovações nos trajes de acordo com a vida no campo e os esportes ao ar livre como a caça e o tiro ao alvo. Portanto, a roupa se tornou mais funcional e prática. Desse modo, aparecem os trajes informais até mesmo para situações mais formais.

Para as roupas femininas casuais eram usados os tecidos de algodão branco ou estampado, vindos das colônias inglesas. Por fim, vale lembrar que essa estética inspirou o vestuário de várias colônias inglesas pelo mundo.

O Dress Code contemporâneo

Dress code: entenda o código de vestimenta! - Foto: MY PS
Dress code: entenda o código de vestimenta! – Foto: MY PS

Após o fim da monarquia francesa, a Inglaterra se tornou uma das grandes referências quando o assunto era hábitos e rituais de convívio social. Dessa forma, surgiu a Debrett, uma empresa britânica de treinamento profissional, editora e autoridade em etiqueta moderna.

De acordo com essa empresa, o Dress Code inglês pode ser dividido em algumas categorias:

  • White Tie;
  • Black Tie;
  • Morning Dress; (Formal Day Dress)
  • Lounge Suits;
  • Formal Smart Casual;
  • Informal Smart Casual;

Todos esses códigos são utilizados atualmente, porém recebem nomes diferentes em cada país. Além disso, vale lembrar que cada um deles é direcionado para uma ocasião diferente.

Qual a importância do dress code no ambiente de trabalho?

Dress code: entenda o código de vestimenta! - Foto: ABE RJ
Dress code: entenda o código de vestimenta! – Foto: ABE RJ

É bem provável que você já tenha ouvido esse ditado: a primeira impressão é a que fica. O mais interessante é que, de acordo com pesquisas, são necessários apenas alguns segundos para termos a primeira impressão a respeito das pessoas.

Portanto, quando conhecemos alguém, a primeira coisa que observamos são as suas roupas. Além disso, fora do trabalho, a escolha de uma roupa ajuda a demonstrar as características marcantes da personalidade da pessoa.

No entanto, para evitar que as pessoas usassem roupas que não combinassem com uma determinada ocasião, o dress code começou a surgir como um conceito. Dessa forma, ele funciona como um manual de orientações sobre como se vestir de maneira apropriada para o trabalho.

Portanto, a forma dos colaboradores se vestirem transmite uma imagem (no caso, o da empresa), que precisa refletir o posicionamento da empresa tanto para os clientes como para a sociedade. 

Existe um padrão nas empresas?

Dress code: entenda o código de vestimenta! – Foto: Blog RH

A partir do momento que uma empresa determina a sua visão, missão e valores, ela define também quais características serão essenciais para se posicionar no mercado e se tornar sustentável. Dessa forma, ela busca elementos únicos como diferenciais competitivos.

Portanto, se levarmos em consideração todos os aspectos e as informações do parágrafo anterior, podemos dizer que não existe um único padrão de dress code para todas as empresas. Assim, cada organização irá definir o seu dress code de acordo com as características consideradas mais importantes para ela. Além disso, em muitos casos, essa escolha reflete as estratégias de endomarketing desdobradas para o público interno. Mas, independentemente de qual política a empresa escolher, o primeiro ponto que precisa ser considerado é o bom senso.

Por esse motivo é essencial salientar que o dress code não se relaciona com preconceito nem com discriminação. Além disso, ele também não visa esconder características do perfil individual de cada um dos funcionários.

Dessa forma, podemos dizer que o dress code é uma solução que busca o sentimento de pertencimento ao ambiente de trabalho. É um meio dos funcionários encontrarem a forma mais apropriada de se vestir para poder executar as suas atividades com um maior conforto e produtividade.

Por fim, vale lembrar que as empresas podem se reservar ao direito de definir o código de vestimenta dos funcionários, deixando explícito desde a contratação quais são as normas de roupas da empresa. Conhecendo essas regras, fica bem mais fácil procurar uma peça no guarda-roupa.

Como se vestir adequadamente?

Dress code: entenda o código de vestimenta! – Foto: Xerpa

A primeira coisa que você precisa ter em mente para aprender a se vestir de forma adequada é o bom senso. Apesar de atualmente ser vetado qualquer tipo de preconceito em relação à forma como a pessoa se veste, a empresa possui o direito de poder contratar um profissional ou mesmo mantê-lo pela forma como ele se porta. Afinal, ele representa e compõe a imagem da organização.

Portanto, se você começou a trabalhar em um lugar recentemente, é fundamental ver como os outros funcionários se vestem. Inclusive, faça uma análise bem ampla, pois, dependendo da hierarquia, a formalidade pode aumentar.

Isso quer dizer que você não precisará usar sempre um terno completo em um ambiente formal, por exemplo. Por isso, confira as dicas para cada estilo a seguir:

Informal

Em ambientes informais, você pode “ousar” mais no quesito moda. No entanto, sempre se lembre do bom senso – o que inclui não usar vestuários chamativos e que atraiam toda a atenção para o seu corpo.

Portanto, evite:

  • Decotes profundos;
  • Roupas de festa;
  • Shorts e vestidos muito curtos.

Por mais casual que seja a permissão, o ambiente ainda é de trabalho. Logo, vale a pena usar jeans, acessórios, peças coloridas e etc.

Entretanto, atente-se ao seu cargo. Uma advogada, por mais informal que seja o dress code da empresa, não poderá usar determinadas roupas em órgãos públicos.

Semi-informal

Nesse caso, as empresas transitam entre o estilo casual e formal. Dessa forma, os profissionais precisam seguir essa regra. Por exemplo: misturar o jeans com uma camisa social ou usar roupas com modelagens mais retas, mas com estampas.

A dica é nunca tender muito para um lado. Portanto, sempre preze pelo equilíbrio. Isso permite que você insira o seu estilo, mas sem perder o profissionalismo exigido pela sua empresa.

Formal

O objetivo das empresas formais é que os funcionários transmitam uma imagem de seriedade e credibilidade. Portanto, é bom evitar cores muito chamativas, bem como acessórios que destoam. Além disso, cortes que fujam de uma pegada séria, estão definitivamente fora de questão.

Aqui, a formalidade deve imperar, sendo que o vestuário deve ser composto por peças mais sociais, como:

  • Ternos;
  • Camisas sociais;
  • Acessórios discretos;
  • Ttens em cores mais sóbrias.

Além disso, vale lembrar que cortes muito diferentes, que chamem muita atenção para as peças, também devem ser evitados. Por fim, não é preciso dizer que tatuagens à mostra e piercings, geralmente, estão vetados em empresas formais. Portanto, é importante se atentar a isso para não ter problemas futuros.

Perguntas Frequentes

O que é o dress code?

Dress code é uma palavra que vem do inglês e tem como tradução “Código de Vestimenta”. Portanto, ele é uma indicação da forma mais apropriada para se vestir em algumas ocasiões, seja em eventos sociais, ambientes corporativos, escola, trabalho ou festas, por exemplo.

Qual o objetivo do dress code?

O seu principal objetivo é criar uma conformidade de vestimenta entre as pessoas que frequentam esse mesmo ambiente. Além disso, em muitos casos, o objetivo também é criar uma padronização, como ocorre com o uso de uniformes. Mas no geral, o que se pretende mesmo é harmonizar as vestimentas de acordo com a ocasião e com o estilo da empresa. Por outro lado, também podemos dizer que é uma forma de impedir o excesso de informalidade ou uso de peças inadequadas.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *