O que é gamificação? Conheça essa tendência!

Por | Administrativo, Secretariado

Mesmo que você não conheça o termo, a gamificação pode fazer parte da sua vida há muito tempo, como nesses exemplos:

  • Preencha um cartão com adesivos para ganhar um café grátis;
  • Convide amigos para um app para obter benefícios;
  • Ganhe um desconto em uma loja na sua 1ª compra;
  • Aprenda um idioma com um app.

Veja também o que é auditoria!

Todas essas atividades se assemelham a um jogo e buscam impulsionar novos negócios, reter clientes, ajudá-los a aprender uma habilidade ou até motivar as pessoas a se exercitarem. Dessa forma, a gamificação é uma estratégia  que torna todas essas atividades bem mais fáceis e eficientes.

Centenas de marcas, instituições de ensino e organizações em todo o mundo têm implementado campanhas e estratégias com gamificação  para melhorar todo o seu trabalho, aproximar-se dos seus clientes ou utilizadores e potenciar a performance e bem-estar das suas equipas.

Mas o que é gamificação? É quando jogamos para ganhar pontos no supermercado ou quando usamos um jogo no celular para conseguir um desconto em uma loja?

Assim, a gamificação engloba todo um universo de possibilidades e várias adoções de acordo com as necessidades de quem a utiliza. O termo pode se referir a muitas ferramentas, métodos, técnicas e plataformas que podem ou não ser digitais. Portanto, neste texto, explicamos em que consiste a gamificação e muito mais sobre essa tendência. Confira:

O que é gamificação?

O que é gamificação? Conheça essa tendência! - Foto: PEC MAS
O que é gamificação? Conheça essa tendência! – Foto: PEC MAS

De forma resumida, gamificação é pegar uma atividade que não é um jogo  (como resolver equações ou monitorar vendas) e aplicar a mecânica de jogo a ela de forma a melhorar o engajamento das pessoas com essa atividade, aumentar os resultados esperados e até mesmo nos deixar bem mais felizes.

Embora seja uma palavra nova, gamificação já existe há muito tempo. Assim, ferramentas lúdicas têm sido usadas nas salas de aula das crianças há décadas. Além disso, todos participamos de dinâmicas de jogos no comércio, como ganhar pontos no supermercado. Por fim, ambos são gamificação.

Qual a história da Gamificação?

O que é gamificação? Conheça essa tendência! - Foto: GK MAS
O que é gamificação? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: GK MAS

O termo “gamificação” surgiu em 2002, mas o conceito é bem mais antigo. Dessa forma, o setor de varejo há muito usa programas de recompensa para fortalecer a fidelidade do cliente. Além disso, durante décadas, os trabalhadores da fábrica foram encorajados a competir para ver qual turno poderia produzir mais. Essa é uma forma de gamificar a produtividade.

Em 1984, Charles Coonradt publicou o texto seminal sobre gamificação, “The Game of Work“. Assim, Coonradt escreveu sobre sua experiência ajudando empresas da Fortune 500 a aumentar o engajamento dos funcionários e aumentar seus resultados financeiros. Além disso, ele mostrou a eles como unir o local de trabalho com a mecânica do jogo, como metas bem definidas, melhor pontuação e até um feedback frequente.

A gamificação pegou um vento a favor no boom digital dos anos 2000. Assim, surgiu toda uma indústria de agências de consultoria e empresas de “SaaS” especializadas em gamificação, ajudando as empresas a adicionar pontos, emblemas e tabelas de classificação a seus softwares.

O que é gamificação? Veja mais sobre essa tendência!

A popularidade da gamificação atingiu o pico no início de 2010. Jane McDonigal deu sua popular palestra no TED de 2010, “Os jogos podem fazer um mundo melhor”, na qual ela exaltou as virtudes do conceito. Os primeiros exemplos, como o Mozilla Badges e uma competição da Foursquare, deram energia ao setor. E a Zynga, a empresa por trás de jogos simples e viciantes como o ‘Farmville’, abriu o capital em 2011, alertando organizações em todos os lugares que os jogos repercutiam nas pessoas comuns.

“Cerca de 10 anos atrás, a gamificação era realmente um grande negócio. Tornou-se moda ”, disse Rahul Vohra, CEO da Superhuman. “Então, quase se tornou um ‘meme’ no Vale do Silício.”

Como funciona a gamificação? 

O que é gamificação? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: BE MAS

A gamificação funciona fornecendo ao público diretrizes pró-ativas e feedback por meio da mecânica do jogo e da dinâmica do jogo adicionada a plataformas online que levam à realização de metas e objetivos de negócios.

Assim, uma experiência de gamificação atraente explora as emoções de um participante e demonstra, de forma fácil, as melhores atividades que um público pode realizar e que têm impacto nos objetivos mutuamente compartilhados.  Por fim, conforme os funcionários ou clientes interagem com um programa de gamificação, eles recebem feedback imediato sobre o desempenho e orientam as próximas etapas em direção a novas conquistas.

Quais são os fundamentos da gamificação?

gamificação
O que é? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: LP MAS
  • Design de experiência: refere-se aos elementos do jogo ou estruturas implícitas (um jogo de escada, jogo de labirinto, jogo de exploração e etc.);
  • A mecânica: são os processos que movem o desenvolvimento do jogo, como resgatar uma princesa, derrotar um dragão ou apenas chegar ao fim de um caminho;
  • Os componentes: são as implementações específicas da dinâmica e mecânica: avatares, medalhas, pontos, classificações, níveis e etc.

Por fim, esses três elementos geram a atividade gamificada.

O que são mecânicas de jogo?

O que é? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: RC MAS

A mecânica do jogo são as regras e recompensas que aparecem em um programa em uma plataforma digital. Assim, os exemplos podem incluir pontos, níveis, missões, tabelas de classificação, emblemas e até progresso. Por fim, vale lembrar que a mecânica do jogo é como os participantes que se envolvem com um programa de gamificação e recebem as próximas etapas e feedback sobre as realizações. 

O que são dinâmicas de jogo?

O que é? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: ODN MAS

A dinâmica do jogo se refere a um conjunto de emoções, comportamentos e desejos encontrados na mecânica do jogo que ressoam nas pessoas. Assim, os exemplos podem incluir competição por meio de placares, colaboração ao completar missões da equipe, comunidade ao ver outros participantes em um feed de notícias, coleta ao ganhar emblemas exclusivos e até surpresas ao desbloquear novas missões. Por fim, vale lembrar que a dinâmica do jogo é usada com a mecânica do jogo para promover o envolvimento e motivar os participantes.

Qual é o valor comercial da gamificação? 

O que é? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: CP MAS

Gamificação – em sua essência – é direcionar o engajamento para influenciar os resultados de negócios. Assim, quando as pessoas participam e se envolvem com a sua iniciativa de gamificação, elas aprendem a melhor maneira de interagir com a sua empresa, os seus produtos, os seus serviços e a sua marca.

Além disso, o valor comercial da gamificação não termina com o participante. O envolvimento com a mecânica do jogo fornece dados bem perspicazes que podem ajudar a influenciar campanhas de marketing, utilização da plataforma e até metas de desempenho. Por fim, cada interação de funcionário ou cliente dá uma ideia melhor de onde um participante está gastando o seu tempo e quais as atividades que geram mais interesse.

Quais são os seus benefícios?

O que é? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: CRM MAS

A gamificação é aplicada para resolver os problemas e obstáculos dentro das empresas, instituições ou vida pessoal. Entre muitos outros, estes são alguns benefícios da gamificação:

  • Melhora o comprometimento na formação de pessoal de uma empresa;
  • Aumenta o desempenho da equipe de vendas;
  • Melhora a capacidade pessoal de realizar as tarefas;
  • Suporta o desempenho esportivo;
  • Aumente a produtividade organizacional;
  • Impulsione a retenção de informações.

A gamificação funciona pois apela aos mecanismos básicos do comportamento. Assim, com interações lúdicas, desejos humanos como recompensa, socialização, conquista de status, competição e expressão individual são satisfeitos.

Quais são algumas das melhores práticas de gamificação?

O que é? Veja mais sobre essa tendência! – Foto: I DO CODE MAS

A gamificação bem-sucedida não ocorre da noite para o dia. Assim, algumas das melhores práticas de gamificação incluem:

  1. Determinar o quão atraente é o seu conteúdo:
    Dê uma olhada honesta em seu conteúdo e plataformas para ter certeza de que são ideais para a gamificação. Ela não pode se tornar uma experiência de usuário inferior bem-sucedida, mas funciona bem melhor ao transformar uma experiência empolgante e atraente em uma experiência mais rica e até participativa. 
  2. Estabeleça um prazo:
    A gamificação é uma estratégia de longo prazo, não um lançamento e muito menos uma novidade. É bem fundamental planejar o período de tempo ideal para que os usuários possam construir a sua experiência ao longo do tempo.
  3. Descubra o tempo de lançamento no mercado:
    Ela deve ser abordada de forma bem estratégica e não apressada. Assim, determine quando você vai precisar gamificar o seu site ou app e que nível de esforço será necessário para fazer isso.
  4. Avalie os resultados:
    É bem importante ter uma noção clara de quais são os seus objetivos de negócios e como você deve determiná-los. Sua gamificação foi bem-sucedida? Quais são os resultados? Como você pode melhorar?

FAQ

O que é gamificação?

De forma resumida, é pegar uma atividade que não é um jogo (como resolver equações ou monitorar vendas) e aplicar a mecânica de jogo a ela de forma a melhorar o engajamento das pessoas com essa atividade, aumentar os resultados esperados e até mesmo nos deixar bem mais felizes.

Embora seja uma palavra nova, gamificação já existe há muito tempo. Assim, ferramentas lúdicas têm sido usadas nas salas de aula das crianças há décadas. Além disso, todos participamos de dinâmicas de jogos no comércio, como ganhar pontos no supermercado. Por fim, ambos são gamificação.

Quais são os fundamentos da gamificação?
  • Design de experiência: refere-se aos elementos do jogo ou estruturas implícitas (um jogo de escada, jogo de labirinto, jogo de exploração e etc.);
  • A mecânica: são os processos que movem o desenvolvimento do jogo, como resgatar uma princesa X, derrotar um dragão ou apenas chegar ao fim de um caminho;
  • Os componentes: são as implementações específicas da dinâmica e mecânica: avatares, medalhas, pontos, classificações, níveis e etc.

Por fim, esses 3 elementos geram o que chamamos de atividade gamificada.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *