O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar!

Por | Administrativo

Se você possui uma empresa, mesmo que seja um pequeno negócio, muito provavelmente já deve ter ouvido falar da famosa “gestão empresarial”. De forma resumida, podemos dizer que ela seria uma forma de gerir empresas de modo organizado e com planejamento. Mas será que ela só se define nisso? Será que há mais para aprender sobre ela?

Veja também o que é conciliação bancária!

No artigo de hoje, vamos tirar todas as suas dúvidas! Portanto, continue a leitura para entender o que é gestão empresarial, o que faz um gestor, a importância dessa atividade para uma empresa e como se especializar na área.

O que é gestão empresarial?

O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar! - Foto: CeC
O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar! – Foto: CeC

A Gestão empresarial é um conjunto de estratégias que focam no crescimento do negócio e na conquista de melhores processos e resultados. Portanto, essas estratégias envolvem, principalmente, três grandes recursos da empresa: pessoas, estrutura e finanças.

Além disso, a gestão empresarial segue a lógica da melhoria constante. Portanto, é preciso avaliar os índices do negócio para criar estratégias que são sempre capazes de melhorá-los. Assim, todas as ações relacionadas à estratégia da empresa entram na gestão, incluindo delegação de tarefas aos funcionários, a estruturação dos processos, o plano de vendas e a satisfação do cliente, por exemplo.

Peter Drucker, conhecido como o “pai da administração moderna”, afirmou certa vez:

“O empreendedorismo é arriscado principalmente porque poucos dos chamados empreendedores sabem o que estão fazendo. Eles não têm a metodologia”.

Portanto, a metodologia é o tipo de gestão empresarial que você adota na sua empresa.

Qual a importância da gestão empresarial?

O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar! - Foto: IC
O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar! – Foto: IC

Melhorar a gestão empresarial é de extrema importância para manter um negócio ativo e saudável. O Guia de gestão empresarial do Sebrae ensina que, para entender a importância da gestão, é necessário pensar na empresa como um ser vivo.

“Da mesma forma que o organismo humano é constituído por sistemas como o circulatório, o respiratório e o digestivo, que precisam funcionar de forma harmônica, a empresa também necessita ser compreendida com a visão de que um tecido com problema pode comprometer todo o empreendimento”, aponta o documento.

E isso só é possível por meio da gestão empresarial. Sem ela, é quase impossível sobreviver em um mercado competitivo, pois a sua empresa pode ficar para trás perante a concorrência.

Dessa forma, imagine ter um negócio ignorando mensuração de dados, análise de metas, planejamento de ações e cobrança por resultados. Ou então, liderar uma equipe sem a devida definição de cargos e tarefas, sem o registro de atividades, sem reconhecer desempenho, sem oferecer feedback e etc. Uma empresa assim dificilmente consegue se manter viva dentro do mercado. Ou seja, a importância da gestão empresarial é total.

Quais os benefícios da gestão empresarial?

O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar! - Foto: ID
O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar! – Foto: ID

A gestão empresarial traz benefícios para diferentes aspectos do negócio, como processos, equipe, resultados e até mesmo na percepção do cliente.

Assim, um dos principais ganhos é que a gestão permite criar processos bem definidos na empresa a partir de uma rotina produtiva organizada e otimizada. Quando isso ocorre, a consequência direta é o aumento da produtividade entre a equipe.

Muitas vezes, a fluidez dos processos da empresa, melhorados por meio de estratégias de gestão, também impactam de forma positiva no ambiente de trabalho. Isso permite que os colaboradores tenham a motivação necessária para elevar a performance do seu negócio. Inclusive, o empresário americano Paul Hawken falou a seguinte frase sobre a importância do engajamento da equipe:

“Uma boa administração é a arte de tornar os problemas tão interessantes e suas soluções tão construtivas que todos querem trabalhar e lidar com eles”.

Além disso, vale destacar que a gestão, por ter foco no diagnóstico de pontos a serem melhorados na empresa, permite a criação de metas estratégicas. Dessa forma, a gestão empresarial permite lidar com as forças e fraquezas da empresa e com as ameaças e oportunidades do mercado. O benefício disso é a evolução permanente do negócio e o ganho de competitividade perante os seus concorrentes.

Por fim, todo esse processo garante melhores entregas ao cliente, seja de um produto ou de um serviço, aumentando a percepção de valor que ele possui em relação a empresa. Assim, com tantos benefícios, uma afirmação é certa: a gestão empresarial nunca pode ficar em segundo plano na sua empresa.

Como posso aplicá-la na minha empresa?

O que é gestão empresarial? Saiba como funciona e como aplicar! - Foto: NSC
O que é gestão empresarial? Veja como funciona e como aplicar! – Foto: NSC

Abaixo, separamos 4 passos para você conseguir aplicar a gestão empresarial no seu negócio. Confira:

1. Conheça a realidade da sua empresa

Para uma boa gestão, o primeiro passo é conhecer bem a empresa, fazendo um diagnóstico completo de todos os seus processos. Isso permite encontrar os pontos que precisam de melhorias e que, portanto, devem ser prioridades na gestão.

2. Mapeie o mercado e mensure os perigos

Se você não está por dentro do que acontece no mercado, como você irá aplicar as práticas mais eficientes e inovadoras na sua empresa? Portanto, é essencial ficar de olho nas ferramentas, soluções e estratégias utilizadas pelos concorrentes. Assim, você pode ter um olhar mais amplo sobre o seu próprio negócio.

Mas fique atento: também é a partir da avaliação do mercado que você irá perceber os perigos para o seu negócio. Isso vai desde o diferencial competitivo de uma empresa concorrente a crises no mercado em que você atua, por exemplo.

Portanto, mensurar esses perigos é uma forma de se manter bem prevenido contra os fatores externos e de criar soluções inteligentes.

3. Mantenha um bom ambiente de trabalho

Um ambiente de trabalho saudável é muito importante para que os profissionais se sintam mais motivados e engajados não só com o trabalho em equipe, mas também com os objetivos da empresa. Além disso, vale lembrar que a gestão empresarial também passa pela gestão de pessoas.

Por isso, o gestor sempre deve pensar em estratégias para facilitar a comunicação entre os colaboradores, resolver conflitos e manter um bom ambiente de trabalho.

4. Divulgue o seu produto no mercado e mantenha as informações em dia

Será que você está divulgando o seu produto no mercado e atraindo os clientes para a sua empresa? Pode ser que você tenha uma boa gestão dentro da empresa, mas se você não divulgá-la no mercado, de nada adianta.

Por isso, a gestão deve incluir uma boa estratégia de divulgação que, atualmente, compreende o marketing digital. Se você não entende do assunto, contrate um profissional especializado para integrar o time da sua empresa. Junto com isso, você precisa manter as informações do seu negócio em dia. Assim, você terá os dados suficientes para analisar a sua performance.

Por fim, nesse caso, a dica é investir em um sistema de gestão, um ERP, que integra os dados da empresa e os mantém seguros.

Quais são os tipos de gestão empresarial?

O que é gestão empresarial? Veja como funciona e como aplicar! – Foto: FC

Existem vários tipos diferentes de gestão empresarial. Abaixo, separamos os 7 mais comuns. Confira:

1. Meritocrática

Nesse modelo, o foco é na performance dos colaboradores. Dessa forma, aqueles com o melhor desempenho e potencial são ainda mais valorizados.

2. Democrática

Esse estilo de gestão tem como objetivo construir compromisso e consenso entre os colaboradores. Além disso, na gestão democrática, o gestor permite que os colaboradores auxiliem na tomada de decisão, em diferentes graus de abertura.

3. Autoritária

Nesse estilo de gestão, o foco principal é o gestor. Assim, os colaboradores têm pouco espaço para a tomada de decisão e a estratégia da empresa. Esse é tipo de gestão ideal para uma equipe de profissionais inexperientes.

4. Cadeira de valor

A cadeia de valor é um modelo de gestão que toma como base todas as etapas do processo produtivo da empresa, de modo a identificar e fortalecer aqueles que agregam mais valor para a entrega do produto ao cliente. Por fim, vale lembrar que esse modelo foi criado por Michael Porter, renomado professor da Harvard Business School.

5. Ciclo de inovação

Uma gestão orientada à inovação é aquela que dá espaço para uma rotina criativa. Assim, ela procura encontrar maneiras de agilizar os processos da empresa e aumentar o seu diferencial competitivo.

6. Foco nos processos

Nesse modelo, a gestão é voltada para os processos, com o objetivo de compreender como eles podem ser otimizados para aumentar os resultados.

7. Foco nos resultados

Nesse caso, o foco são os próprios resultados. Dessa forma, esse tipo deixa os processos em segundo plano.

Portanto, esse modelo compreende que não importa qual processo seja adotado: se alcançar os resultados esperados, deve ser implementado.

Quais são as técnicas mais eficientes de gestão empresarial?

O que é gestão empresarial? Veja como funciona e como aplicar! – Foto: HS

Abaixo, separamos 4 formas de deixar a gestão da sua empresa bem mais eficiente:

Gestão à vista

Essa técnica consiste em deixar “à vista” para todos os colaboradores da empresa informações bem importantes sobre a empresa, como índices de performance e códigos de conduta, por exemplo. Isso permite um maior engajamento dos funcionários nos objetivos da empresa, uma vez que eles adquirem uma visão bem ampla sobre o reflexo do trabalho nos resultados.

Além de ter uma equipe motivada, a gestão à vista permite que todos os colaboradores participem de forma ativa do processo de melhoria da empresa.

Gestão de resultados organizacionais

Esse conceito teve origem na década de 1950 a partir de Peter Drucker, quando o termo “Management by Objectives” (MBO) foi utilizado em seu livro “The Practice of Management“. Assim, a gestão de resultados consiste em focar nas metas em vez dos processos. Dessa forma, os funcionários direcionam seus esforços para os resultados esperados.

Gestão de KPIs

KPIs são indicadores chave de desempenho (do inglês, “Key Performance Indicators”). Portanto, essa técnica de gestão consiste em analisar os indicadores relevantes do negócio, de modo a mapear quais pontos precisam de melhorias.

Gestão de Performance Corporativa (CPM)

A gestão de performance corporativa é um método que analisa os indicadores de desempenho, corrige eventuais erros nos processos da empresa e até implementa melhorias. Assim, essa técnica de gestão é útil para uma tomada de decisão mais assertiva e o planejamento estratégico do negócio.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *