Métodos de pesquisa: confira o que é e quais os principais!

Por | Secretariado

Os métodos de pesquisa são procedimentos específicos de coleta e análise de dados. Assim, o desenvolvimento de seus métodos de pesquisa é parte integrante de seu projeto de pesquisa. Ao planejar os seus métodos, você deve tomar duas decisões bem importantes.

Veja também o que é pesquisa científica!

Primeiramente, decida como você coletará os dados. Além disso, vale lembrar que os seus métodos dependem de que tipo de dados você precisa para responder à sua pergunta de pesquisa:

  • Qualitativo vs. quantitativo: os seus dados assumirão a forma de palavras ou números?
  • Primário vs. secundário: você mesmo coletará os dados originais ou usará dados que já foram coletados por uma outra pessoa?
  • Descritivo vs. experimental: você medirá algo como ele é ou fará um experimento?

Em seguida, no segundo lugar, decida como você analisará os dados:

  • Para os dados quantitativos, você pode usar os métodos de análise estatística para testar as relações entre as variáveis.
  • Por outro lado, para os dados qualitativos, você pode usar os métodos como a análise temática para interpretar os padrões e significados nos dados.

Métodos de coleta de dados

Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! - Foto: RC MAS
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! – Foto: RC MAS

Dados são as informações que você coleta para responder à sua pergunta de pesquisa. Dessa forma, podemos dizer que os métodos de coleta de dados que você usa dependem do tipo de dados de que você vai precisar.

Dados qualitativos vs. quantitativos
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! - Foto: EP MAS
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! – Foto: EP MAS

A sua escolha de coleta de dados qualitativos ou quantitativos depende do tipo de conhecimento que você deseja desenvolver. Portanto, para as perguntas sobre ideias, experiências e significados, ou para estudar algo que não pode ser descrito de forma numérica, colete os dados qualitativos. Por outro lado, se você deseja desenvolver uma compreensão mais mecanicista de um tópico, ou se a sua pesquisa envolve testes de hipóteses, colete os dados quantitativos.

PrósContras
QualitativoFlexível, já que muitas vezes você pode ajustar os seus métodos à medida que desenvolve novos conhecimentos. Além disso, pode ser realizado com pequenas amostras.Mas não pode ser analisado de forma estatística ou generalizado para populações mais amplas. Por fim, vale lembrar que é difícil de padronizar a pesquisa.
QuantitativoPode ser usado para descrever de forma sistemática grandes coleções de coisas. Além disso, gera um conhecimento reproduzível.Mas requer treinamento estatístico para analisar dados. Por fim, vale lembrar que também requer amostras maiores.

Por fim, você também pode adotar uma abordagem de métodos mistos, em que usa os métodos de pesquisa qualitativos e quantitativos.

Dados primários vs. secundários
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! - Foto: UL MAS
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! – Foto: UL MAS

Os dados primários são quaisquer informações originais que você coleta com o propósito de responder às suas perguntas de pesquisa (por exemplo, por meio de pesquisas, observações e  até experimentos). Por outro lado, os dados secundários são informações que já foram coletadas por outros pesquisadores (por exemplo, em um censo governamental ou até em estudos científicos anteriores).

Assim, se você estiver explorando uma nova questão de pesquisa, provavelmente precisará coletar os dados primários. Mas se você deseja sintetizar o conhecimento já existente, analisar as tendências históricas ou identificar os padrões em grande escala, os dados secundários podem ser uma escolha melhor.

PrósContras
PrimárioPode ser coletado para responder à sua pergunta de pesquisa específica. Além disso, você tem controle sobre os métodos de amostragem e medição.Mas é mais caro e demorado para coletar. Por fim, vale lembrar que requer treinamento em métodos de coleta de dados.
SecundárioAcesso mais fácil e rápido. Além disso, você pode coletar dados que abrangem escalas de tempo mais longas e localizações geográficas mais amplas.Mas não há nenhum controle sobre como os dados foram gerados. Por fim, vale lembrar que requer processamento extra para garantir que funcione para sua análise.
Dados descritivos vs. experimentais
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! - Foto: PG MAS
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! – Foto: PG MAS

Na pesquisa descritiva, você coleta dados sobre o seu objeto de estudo sem intervir. Dessa forma, a validade de sua pesquisa dependerá de seu método de amostragem. Por outro lado, na pesquisa experimental, você intervém de forma sistemática em um processo e mede o resultado. Assim, a validade de sua pesquisa dependerá de seu projeto experimental.

Portanto, para conduzir um experimento, você precisa ser capaz de variar a sua variável independente, medir com precisão a sua variável dependente e controlar as “variáveis ​​de confusão”. Além disso, se for prática e eticamente possível, esse método é a melhor escolha para responder as perguntas sobre causa e efeito.

PrósContras
DescritivoPermite que você descreva o seu assunto de pesquisa sem influenciá-lo. Além disso, é acessível. Dessa forma, você pode coletar mais dados em uma escala maior.Mas não há controle sobre variáveis ​​de confusão. Por fim, vale lembrar que não é possível estabelecer as relações de causa e efeito.
ExperimentalMais controle sobre variáveis ​​de confusão. Além disso, pode estabelecer relações de causa e efeito.Mas você pode influenciar o seu objeto de pesquisa de maneiras bem inesperadas. Por fim, vale lembrar que normalmente requer mais experiência e recursos para coletar dados.

Exemplos de métodos de coleta de dados

Método de pesquisaPrimário ou secundário?Qualitativo ou quantitativo?Quando usar
ExperimentarPrimárioQuantitativoAssim, pode ser útil para testar as relações de causa e efeito.
EnquetePrimárioQuantitativoAssim, pode ser útil para compreender as características gerais de uma população.
Entrevista / grupo de focoPrimárioQualitativoAssim, pode ser útil para obter uma compreensão mais aprofundada de um tópico.
ObservaçãoPrimárioQualquerAssim, pode ser útil para entender como algo ocorre em seu ambiente natural.
Revisão da literaturaSecundárioQualquerAssim, pode ser útil para situar sua pesquisa em um corpo de trabalho existente. Além disso, também pode ser para avaliar as tendências dentro de um tópico de pesquisa.
Estudo de casoQualquerQualquerAssim, pode ser útil para obter uma compreensão profunda de um grupo ou contexto específico, ou quando você não tem os recursos para um grande estudo.

Métodos de análise de dados

Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! – Foto: BA MAS

Os seus métodos de análise de dados dependerão do tipo de dados que você coleta e de como você os prepara para análise. Dessa forma, os dados geralmente podem ser analisados ​​tanto quantitativa quanto qualitativamente. Por exemplo, as respostas da pesquisa podem ser analisadas de forma qualitativa, estudando os significados das respostas, ou de forma quantitativa, estudando as frequências das respostas.

Métodos de análise qualitativa
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! – Foto: KP MAS

A análise qualitativa é usada para compreender as palavras, as ideias e as experiências. Dessa forma, você pode usá-lo para interpretar os dados que foram coletados:

  • De pesquisas abertas e perguntas de entrevistas, revisões de literatura, estudos de caso e outras fontes que usam texto em vez de números;
  • Usando métodos de amostragem não probabilísticos.

Além disso, vale lembrar que a análise qualitativa tende a ser bem flexível e depende do julgamento do pesquisador. Portanto, você deve refletir de forma cuidadosa sobre as suas escolhas e suposições.

Métodos de análise quantitativa
Métodos de pesquisa: veja o que é e quais os principais! – Foto: QP MAS

A análise quantitativa usa os números e estatísticas para entender frequências, médias e correlações (em estudos descritivos) ou relações de causa e efeito (em experimentos). Dessa forma, você pode usar a análise quantitativa para interpretar os dados que foram coletados:

  • Durante um experimento;
  • Usando métodos de amostragem de probabilidade.

Por fim, vale lembrar que como os dados são coletados e analisados ​​de forma estatisticamente válida, os resultados da análise quantitativa podem ser facilmente padronizados e até compartilhados entre os pesquisadores.

Exemplos de métodos de análise de dados

Método de pesquisaQualitativo ou quantitativo?Quando usar
Análise estatísticaQuantitativoAnalisar os dados coletados de maneira estatisticamente válida (por exemplo, de experimentos, pesquisas e até observações).
Meta-análiseQuantitativoAnalisar estatisticamente os resultados de uma grande coleção de estudos. Além disso, só pode ser aplicado a estudos que coletaram dados de maneira estatisticamente válida.
Análise temáticaQualitativoPara analisar dados coletados em entrevistas, grupos de foco ou fontes textuais. Além disso, também serve para entender os temas gerais nos dados e como eles são comunicados.
Análise de conteúdoQualquerPara analisar os grandes volumes de dados textuais ou visuais coletados de pesquisas, revisões de literatura ou outras fontes. Pode ser quantitativo (ou seja, a frequência das palavras) ou qualitativo (ou seja, o significado das palavras).

Perguntas Frequentes

Qual é a diferença entre os métodos quantitativos e os qualitativos?

A pesquisa quantitativa lida com números e estatísticas, enquanto a pesquisa qualitativa lida com palavras e significados. Além disso, vale lembrar que os métodos quantitativos permitem que você teste uma hipótese por meio da coleta e análise sistemática de dados. Por outro lado, os métodos qualitativos permitem que você explore as ideias e experiências em profundidade.

O que é pesquisa de métodos mistos?

Na pesquisa de métodos mistos, você usa os métodos de coleta e análise de dados qualitativos e quantitativos para responder à sua pergunta de pesquisa.

O que é amostragem?

Uma amostra é um subconjunto de indivíduos de uma população maior. Dessa forma, amostragem significa selecionar o grupo do qual você realmente coletará dados em sua pesquisa. Por exemplo, se você estiver pesquisando as opiniões dos alunos em sua universidade, poderá pesquisar uma amostra de 100 alunos. Além disso, em estatística, a amostragem permite testar uma hipótese sobre as características de uma população.

Como decido quais os métodos de pesquisa usar?

Os métodos de pesquisa que você usa dependem do tipo de dados de que você precisa para responder à sua pergunta de pesquisa:

  • Se você quiser medir algo ou testar uma hipótese, use os métodos quantitativos. Mas se você quiser explorar ideias, pensamentos e significados, use os métodos qualitativos.
  • Se você deseja analisar uma grande quantidade de dados prontamente disponíveis, use os dados secundários. Mas se você deseja dados específicos para os seus propósitos com controle sobre como eles são gerados, colete os dados primários.
  • Por fim, se você deseja estabelecer relações de causa e efeito entre as variáveis, use os métodos experimentais. Mas se você deseja compreender as características de um sujeito de pesquisa, use os métodos descritivos.

Qual é a diferença entre método e metodologia?

Metodologia se refere à estratégia abrangente e à lógica de seu projeto de pesquisa. Dessa forma, envolve estudar os métodos usados ​​em sua área e as teorias ou princípios por trás deles, a fim de desenvolver uma abordagem que corresponda aos seus objetivos.

Por outro lado, os métodos são as ferramentas e procedimentos específicos que você usa para coletar e analisar dados. Por exemplo, temos experimentos, pesquisas e testes estatísticos.

Além disso, vale lembrar que em artigos científicos mais curtos, onde o objetivo é relatar as descobertas de um estudo específico, você pode descrever o que fez em uma “seção de métodos”. Por outro lado, em um projeto de pesquisa mais longo ou até mais complexo, como uma tese ou dissertação, você provavelmente incluirá uma “seção de metodologia”. Assim, nela você explica a sua abordagem para responder às questões de pesquisa e cita as fontes relevantes para apoiar sua escolha de métodos.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *